Intercâmbio X Namoro

Como resolver essa questão?

( A pedido de algumas leitoras, após ter voltado do intercambio escrevi sobre como foi namorar a distância e o quanto amadureci com a experiência. Para acessar, clique aqui -> A vida longe do Brasil

Depois de ler alguns blogs de au pairs, intercambistas, curiosas e também alguns e-mails que recebo de meninas e até mesmo de seus namorados a respeito de namoro a distancia, resolvi me manifestar e compartilhar um pouco da minha visão de futuro com relação a quem ficará por aqui, neste caso o 'namorado' ou a 'namorada'.


Pois bem, a hora de embarcar não chegou e muitas de nós já estamos nos crucificando, pensando o que faremos, como será a carência, o que será do namoro, da pessoa que a gente ama, do relacionamento que já dura tantos meses/anos, ou melhor, o que será do nosso psicológico com relação a essa situação delicada, não é?

Estou escrevendo esse texto com um único intuito: Tentar ajudar alguns de vocês a não sofrer antecipadamente e sim, em como aprender a lidar com a situação. Peço desculpas antecipadamente pois talvez a minha sinceridade não seja condizente com a realidade atual de alguns leitores, mas num geral gostaria de quebrar o tabu que existe nos relacionamento que convivem com a distância. Primeiramente uma frase: Se for amor de verdade, não importa quantos oceanos irão separar vocês, acredite na relação e viva cada minuto sem hesitar!

Como toda escolha que precisamos fazer em nossa vida, abrir mão de algo em vista de algo melhor é comum, neste caso estamos diante da razão e da emoção, que difícil, heim? Mas não se desespere, é possível conciliar a razão e a emoção com um pouco de conversa e paciência, e aceitar que a realidade não é um conto de fadas, afinal, antes de qualquer decisão devemos nos colocar no lugar do nosso namorado(a) e tentar imaginar a situação ao contrário... é um tiro no peito para qualquer um dos dois! Mas como eu disse, nada de se desesperar, desistir e abrir mão de um sonho é perder a chance de um futuro promissor e de algo melhor nessa vida.




Considere que apesar de ser dolorido (devido a saudade e a ausência de corpos), manter um relacionamento a distancia não é um bicho de sete cabeças, afinal, se você pensa em voltar para o 
Brasil, quando estiver longe de seu amor este é um belo motivo para você se motivar, simplesmente superando seus limites, amadurecendo, conhecendo novos lugares, experiencias, pessoas e até mesmo o que de fato nos move até lá.. o inglês!

Muitos que leram o texto até agora estão pensando: 'Essa menina está escrevendo isso, mas quando chegar lá vai chorar, querer o namorado e vai perceber o quão difícil é ficar longe', OK, você acertou em partes! Mas vou repetir, se for amor, não importa o tempo, a distancia e nem mesmo a ausência de corpos, se for amor ele vai te apoiar, te motivar, te dar segurança para acreditar que isso será o melhor pra você a longo prazo, e consequentemente para ele. Sei que a falta do abraço lateja a alma, da vontade de chorar, de pedir colo e até de voltar para o Brasil, mas serei racional agora: Se você acha que não vale a pena viajar enquanto está namorando porque tem medo de terminar por internet ou telefone, ou achar que você vai querer ir para gandaia e seu namorado vai odiar essa ideia, ou qualquer outro motivo que te amedronte, faz o seguinte, ELIMINE de uma vez por todas a palavra medo da sua vida.. e troque por 'Arriscar'! Vou contar uma história rápida, ok?

Conheci uma menina que ficou 1 ano e 3 meses nos EUA, ela era noiva aqui no Brasil!!! Pois é, pessoal, N-O-I-V-A, e botem fé.. ela voltou mais forte, mais capaz e mais apaixonada! Ele a esperou durante todo esse tempo, apoiou fortemente o sonho dela e eles estão de casamento marcado, e sim, ele ficou aqui no brasil alimentando o sonho recíproco de casar e morarem juntos, e como disse, foi só acreditar e deu super certo!


Então volto a dizer que terminar o relacionamento é uma opção covarde, para aquelas que tem plena certeza de que é amor de verdade - embora a decisão não dependa só de nós -, uma boa dose de conversa, de certezas e de total confiança, garanto que quando a saudade apertar, qualquer 5 dólares comprará uma cartão telefônico de 8 ou 10 horas e pronto! Esbalde-se e ligue para o seu namorado no seu day-off, de madrugada e a hora que você achar que a saudade está corroendo todo seu corpo. Mande emails, atualizem seus blogs, enviem presentes, telefonem, utilizem o skype, facebook... e superem seus limites, isso faz com que a gente cresça, amadureça e até se fortaleça para qualquer obstáculo que surgir em nossas vidas. 




Pensem no futuro, na oportunidade de conhecer novos lugares, viajar, fazer amigos e descobrir muitas culturas pelo mundo a fora. Confiem em vocês, conversem com seus amores e não deixem de viver um amor ou um intercambio por medo ou insegurança de não dar certo. Certo dia um amigo meu que voltou de intercambio chegou com uma frase feita para mim e essa eu não vou esquecer nunca mais, abaixo irei compartilhar com vocês:

" Se a pessoa que está ao seu lado não te der suporte, apoiar ou acreditar no amor de vocês, tenha certeza de que você voltará desse intercambio com outros interesses, e encontra-lo não estará na sua lista de prioridades. Acredite em você e o mundo te dará o que for melhor, agora se ele estiver do seu lado independente do tempo, distancia e contratempos, você voltará mais apaixonada, louca de saudade e matar essa saudade terá o gostinho de 'missão cumprida' mais gostoso que você já sentiu. 


Confie no seu melhor e o mundo irá conspirar a seu favor.
Amor é amor em qualquer lugar do mundo.. pensem nisso!


Até breve,
Luciana.


21 comentários:

Nádia Carvalho disse...

Oie Lu!!!
Namoro é complicado mesmo... Mas quando é amor resiste a tudo já falava a minha vó! Eu estou namorando e tenho ctz de que não vai mudar nada ele é muito especial!E se mudar é porque não era amor....

Nicole disse...

ADOREI o seu post! Nunca havia entrado no seu blog mas pode ter certeza que você ganhou uma leitora :D
BEijos... e obrigada pelo conselho ai do post. Concordo com tudo que tu disse...
Deve ser muito dificil!

Luciana C. disse...

Meninas, obrigada de coração e boa sorte pra todas nós! ;DD

Lorena disse...

adorei esse texto...vou pro intercambio em agosto,e estava morrendo de dúvidas(pois encontrei uma pessoa que me deixou simplesmente muito apaixonada) mas ele mesmo me incentivou a ir,disse que vai me levar e me buscar no aeroporto...vamos nos falar todos os dias,vou levar o nextel hahah acho que se for amor,resiste ao tempo q for.. nao tem nem o que falar! Adorei o blog parabéns

NayaraM disse...

Então, sempre quis essa experiência de intercâmbio. Quando conheci meu namorado deixei essa ideia de lado, pensando apenas em estudar e trabalhar para casar. Demos entrada numa casa mas ele deu a iniciativa de desistir alegando não ter condições de casar agora, deixando isso pra depois, pra quando tivermos melhores condições. Mas ele sempre diz que me ama e quer ficar comigo, e disse que se é isso que eu quero ele apoia. Resolvi fazer intercâmbio, porém o mais barato que achei foi o Au Pair pra ficar 1 ano. Tenho MEDO de que isso nos afaste, não consigo imaginá-lo ao lado de outra, me mata por dentro. Mas também tenho medo de desistir de ir e me arrepender depois.
Diante de tais fatos, resta a pergunta: será que ele me esperaria 1 ano, fielmente?

Natália disse...

o post é antigo, mas faço questão de deixar aqui um agradecimento. Estou saindo de intercâmbio (6 meses prorrogável até 1 ano) e namoro a 5 anos... o seu texto me deu ânimo para enfrentar isso tudo. Pois os pessimistas de plantão não dão férias, nem para mim nem para ele.
É reconfortante saber que existem pessoas na mesma situação que eu e que elas mantem o otimismo acima de tudo! Obrigada por passar essa mensagem de força!

beijos e tudo de bom!

Anônimo disse...

Obrigado pelo texto,fiquei muito feliz em ler,estou na quele grande dilema, Não sei se me caso, ou se compro uma bicicleta. Mas esse texto me mostrou que posso correr atras dos meus sonhos e ainda manter meu namoro,muito Obrigado mesmo ...

Anônimo disse...

Cara, muito obrigado... ponto.

Gabi disse...

Oii Luciana!

Estou enfrentando esse dilema no momento. Já decidi fazer o intercâmbio no canadá, mas estou tão em dúvida quanto ao tempo. A princípio pensei em ficar 3 meses e fazer um curso business, porém muita gente está dando opiniões, e isso tá me confundindo tanto a cabeça, várias pessoas me falaram para ficar 6 meses, assim poderei estudar e trabalhar. Namoro há 1 ano e meio, mas é a pessoa que eu escolhi pra casar... tenho medo de nos distanciarmos, de não sabermos levar esse relacionamento à distância, de ele se apaixonar por alguém, de estarmos com cabeças diferentes quando voltar, enfim, são tanto medos, que dá um embrulho no estômago... Se tu tiver como contar como está sendo tua experiência com teu namoro à distância, e quanto tempo tu vai ficar, eu ficaria bem agradecida :D De qualquer forma obrigada, foi bem reconfortante ler teu texto.

Anônimo disse...

Luciana,

Também estou nesse dilema, e sim é muito difícil!! Fazer o intercâmbio sempre foi meu sonho, e cheguei a abdicar dele por uma pessoa que estou namorando há dois anos! Mas me decidi e amei o seu post, me deu muita força, no fundo apenas reforçou o que eu já sabia dentro de mim!! Eu vou de qualquer forma e se for amor mesmo vai resistir, e se por um acaso eles não aguentarem então só chego a uma conclusão, não era amor e ele não me merece!! Quem ama ESPERA e da força para construir juntos!! Valeu!!

Boa sorte para todas nós!!!

Anônimo disse...

Olá...nossa, simplesmente...obrigada! Estou passando por isso pela segunda vez, eu sou noiva, já tentei ser au pair a um ano atrás mas tive meu visto negado, e meu namorado era SUPER contra, ele dizia que se eu fosse nós não ficariamos mais juntos, mesmo assim eu tentei, mas infelizmente não consegui. É um sonho mto dificil de deixar pra lá e esquecer, então, esse ano quero tentar denovo, já conversei com a agência e me disseram que posso tentar, mas ainda não conversei com meu noivo...e acho que para ele será o fim, mas eu não quero, quero mto que ele fique ao meu lado, que me apoie...estou me preparando para contar pra ele que quero tentar novamente...não sei como isso vai terminar, mas tenho mtos presentimentos de que não será da melhor maneira. Quem tem esse sonho de morar em outro país sabe, que não dá, não tem como, simplesmente desistir...somos pessoas escolhidas por Deus para vivenciar isso, e os que verdadeiramente nos amam, querem o nosso bem e claro, nos ver feliz! Me dói mto quando ele leio a frase " Se for amor, não importa quantos oceanos separem voces, acredite! " Pois isso me faz duvidar mto do amor do meu noivo. Sei que ele tem medo de me perder, mas eu também tenho medo de perder ele, mas nem por isso se ele tivesse um sonho eu nao deixaria realiza-lo, já me coloquei diversas vezes no lugar dele! Nossa...desabafei. Agora, o jeito e orar mto para que Deus me oriente e mostre o melhor caminho para mim e para outras tantas que estiverem na mesma situação que eu...

Anônimo disse...

Não querendo desanimar, já desanimando... Passei por essa experiência a algum tempo atrás, eu e meu namorado nos amávamos muito, mas infelizmente com a distância, o amor não foi o suficiente. A falta de carinho, a carencia e por consequência disso as brigas nos fizeram terminar (por MSN).
Acho que depende do casal, do estado emocional de casa um, mas conheço muitos casais que passaram pela mesma situação que a minha e 90% não deram certo.

Carlos disse...

E quando faz parte dos seus planos viajar para fora com a pessoa para que ela tenha a mesma experiência? Acho que na verdade, não deixar ir não seria falta de amor, mas sim, excesso de zelo. Tenho certeza que amo minha namorada, e é difícil achar algum relacionamento semelhante ao nosso nos dias de hoje. Mas na minha cabeça, a partir do momento que uma pessoa abre mão do namoro e fica longe por 1 ano, é porque o namoro não significa muita coisa. Eu por exemplo, tenho inúmeras possibilidades de fazer estágio fora por apenas 2 meses, e pelo namoro, não vou. Não consigo nem ficar 1 semana longe da minha namorada. Sempre achei que na vida as coisas que mais importam não são dinheiro, profissão, carreira... Hj temos tantas coisas que desfocam nosso objetivo real de estarmos aqui. O que te deixa mais feliz? Uma viagem a intercâmbio ou estar com a pessoa que se ama? Eu fico com a segunda opção. Tudo depende das prioridades de cada um em vida. Se dependêssemos disso para ser feliz, como ficariam as pessoas mais humildes e que não possuem essa condição? Ficariam destinadas somente à infelicidade? Acredito que não. O que nos move como pessoas é a procura do amor, aquela pessoa que está lá ao seu lado todos os dias, e o principal: que faz questão de estar ao seu lado. E se atualmente, achei o amor da minha vida, vou lutar para que o intercâmbio não aconteça. Mas a partir do momento que isso acontecer, ofereço a hipótese de eu pagar várias viagens ao longo da vida para que ela e eu junto tenhamos tais "experiências", do qual nunca dei importância em ter, mas como é para ela, hj considero ter. Eu acredito que ter uma boa carreira não depende se vc foi fazer intercâmbio fora, se fez pôs-graduação, mestrado, doutorado, mas sim, se vc é esforçado, e se destaca no que faz. Concluindo, se ela acabar terminando comigo ou o namoro mudar por essa coisa "mixa", na verdade quem não amava o suficiente era ela, já que não abriu mão do intercâmbio por mim. Ainda mais quando ofereço no futuro, algo que possa completar isso que ela "perderá".
Palavras de um namorado apaixonado.

Anônimo disse...

Muito bom o seu texto, obrigada ! Estou vivendo está experiencia no momento.. Completei 1 ano e meio de namoro ontem e meu namorado está a 1 mês na Alemanha! A saudade é imensa, o choro faz parte de vários momentos, mas é incrível saber que mesmo com essa distância, ainda posso contar com ele me apoiando, pode ajuda-lo nos momentos difíceis... Amor é mais do que querer a pessoa bem ao seu lado, é estar com ela em cada situaçao e lutar juntos para que dê certo!! Ainda temos 11 meses de distância pela frente, mas a vontade de ir vê-lo ou o reencontro no aeroporto, aumentam as emoções e a vontade de estar com ele!! Não é fácil, porém não vejo problema em lutar pelo que quero e no meu caso é recíproco, fica mais facil! E a distância nos aproximou mais, o medo da perda.. tudo acontece por um motivo. Pés no chão, pois tudo pode acontecer em 1 ano, mas nao custa tentar !!! Boa sorte pra quem está passando por isso também.

Jú Barra disse...

Pouxa muito bom o seu texto, acho que me deu mais incentivo, porém não é facil eliminar o medo, medo esse de ficar sozinha, de tomar a decisão errada, de me arrepender pelo resto da vida... Ainda é uma decisão muito dificil, e eu ainda tenho que decidir isso em apenas 4 dias, o que torna mais dificil ainda =/

Rafael disse...

Bem, minha historia não foi tao feliz, minha ex foi para o intercambio, apoiei, incentivei, queria ver series juntos, fazer qualquer coisa para matar a saudade, ela falou que me amava e etc, e em uma segunda, 25/03/2013, simplesmente fala que não quer mais, acredito que ficou com outro cara e agora tenho certeza que não me amava

Anônimo disse...

Certamente é um pouco velho esse post, mas não tem validade. Meu namorado foi ontem pro EUA e ficará 3 longos meses. Chorei demais e Metade dos familiares e amigos me disseram que ia passar bem rápido. Eu espero que sim ! Há 3 meses li esse post e até que fiquei bem, mas cai de novo no desespero e voltei aqui hoje.. Uma coisa que eu pensei bem antes de ele acertar as contas do intercambio: é ARRISCAR ! É isso que eu to fazendo. To arriscando e vou arriscar mais ainda se necessário. ADOREIIII O SEU POST ! PARABÉNS :)

Anônimo disse...

Demais seu post. Parabéns!

Anônimo disse...

O homem da minha vida está indo para Irlanda mês que vem. Eu fui trabalhar na China e quando ele decidiu terminar, eu voltei o mais rápido possível, pois não queria perde-lo. Eu deixei mais 3 meses q ficaria lá, para ficar ao lado dele e tentar ficar com ele nesse mês que estaria aqui. Mas, agora ele n quer voltar. Tenho muito medo do que pode acontecer la, dele simplesmente esquecer de mim. Estamos amigos agora, saímos quando possível, mas sei lá. Lendo esse post, acredito que não me amava de verdade, q sabe q pode acontecer algo lá. Não sei o que passa na cabeça, talvez ele queira ir curtir, talvez ficar com alguém sem ter alguém aqui.. Mas tbem acha q quando voltar, a gente pode conversar e voltar. 6 meses é muita coisa, muita coisa pode mudar. E olhando comentários, percebi q realmente, eu não sou tão importante como imaginava e não sou prioridade. Eu gostaria muito de estar ao lado dele e quando voltar, sentir aquele frio de saber q ele estaria voltando. Mas isso não acontecerá. Agora é seguir a vida e ver se realmente Vale a pena esperar por alguém que não sabe se me quer.

Engenharia Química UFRJ disse...

Concordo piamente com você, ,não acho que seja covardia desistir, tbm acho que temos q achar um jeito de fazer juntos e que é falta de amor do meu namorado

Lucas Das disse...

Olá. ..bom eu estou passando por isso e é muito difícil,nós nos amávamos e eu fiz tudo que podia fazer por ela. A deixei no aeroporto com o intuito de que tudo era pra sempre e como sempre conversamos deixamos bem clara as coisas e que eu era o amor da vida dela e ela o meu até hoje. Mas fiquei muito mal com a situação. Hoje nem se falamos mais,não consigo falar com alguém que me chamou por um longo período de amor e agora não fala mais.
Isso machuca a alma e ela volta daqui cinco meses e ela escolheu um ano.acho que vivemos um tempo e amor é tudo necessidade nada além disso,demos um tempo como ela me disse mas creio eu que já era porque já não estamos mais juntos. :(