4 meses - força, garra e coragem!

Fico feliz por mais uma etapa, mais uma conquista que se conclui a cada dia 28 do mês. Estou vibrando por tamanha garra e sempre, sempre acreditando que eu posso me surpreender com as minhas mudanças e tamanha coragem de manter meu equilibrio aqui de longe.

Esse então é o quarto mês, mais um completo e repleto de outras muitas reflexões, amadurecimento de idéias, projetos, idéias, sonhos e mais coragem pra enfrentar qualquer desafio que vier na minha vida. Meu 4° mês foi voltado na minha 'FORÇA' interna, essa que descobri ter aqui na terrinha do Tio Sam..

 

Pois é, mais um mês se conclui! A vida me parece mais tranquila nesse mês, sinto que depois de muito sofrimento com a rotina, a primavera chegou trazendo mais tranquilidade.. Meu ponto fraco era a vida 'inside', agora parece que tudo é mais facil, inclusive quando se trata da vida 'outside'.

Esse mês refleti muito sobre as minhas fraquezas, algumas de quando ainda estava no Brasil, pedaços de vida que não se encaixavam, como a falta de motivação e de coragem pra começar e terminar certas coisas. Definitivamente, espero manter esse equilibrio que conquistei aqui e nunca mais desistir dos meus objetivos. Sao 4 meses longe da familia, amigos, pessoas queridas e até da nossa vida real, e por mais altos e baixos que existam, por mais decidida que eu esteja sobre ficar apenas 1 ano, sei que adquiri uma massa bem grande de coragem pra encarar qualquer desafio, sem me deixar levar pela desistencia.

 
Descobri que não só a força veio como crescimento pessoal, mas em atitude tambem. Sinto que tenho uma postura mais forte e mais confiante daquela que tinha quando cheguei aqui, vejo que o desafio do inglês deixou de ser o mais difícil.. descobri que o mais difícil mesmo é crescer tão rapido e de uma maneira tão mais radical sem perder o controle físico e psicologico. A cada dia que passa sinto uma força que me leva a crer que posso ser muito mais, e eu por muitos anos, não acreditava que isso seria possível.

Acreditar mais em mim é a resposta desse meu 4° mês nos Estados Unidos, cuidar de 4 crianças deixou de ser só cansativo pra ser um teste de maturidade, de entendimento e de responsabilidade. Confesso que 4 crianças parece uma loucura e tanto, e é! Mas foi nessa loucura que abri muitas portas dentro de mim e comecei a descobrir coisas que eu jamais pensava viver, sentir, acreditar. A mágica de tamanha dedicação à eles vem do meu equilibrio de cada dia, da falta que a minha mãe e o meu pai fazem dentro da minha rotina, do meu dia, da minha dificuldade. Me sinto forte por tê-los ao meu lado, mesmo que de tão longe. Me sinto mais forte ainda por conseguir ficar 1 semana inteira sem ouvir a voz da minha mãe, e ainda assim, conseguir levar a semana sem pensar que isso é cansativo pra mim, mas sim, reconhecer que é pura bagagem de crescimento e conhecimento.

  
Cada minuto de desespero por ouvir as 4 crianças chorando ao mesmo tempo, se compensa quando ouço no final de cada dia um 'você é uma irmã mais velha pra mim' da boca de um deles.. ou então, acordar num sabado de manhã, chegar na cozinha e ter um bilhetinho em cima da mesa com aqueles corações tortos, aquelas letras ao contrario tentando dizer 'Feliz Pascoa, Luciana!' .. ou mesmo então, acordar nostalgica num domingo e receber aquele abraço sincero que só eles, que me fazem sofrer a semana inteira, podem me dar e me fortificar pra aguentar a semana seguinte. A melhor resposta de toda a minha dedicação foi ouvir um 'eu te amo' do meu menino de 6 anos que nem descobriu ainda o real significado da palavra amor, mas que se sente confortavel ao meu lado, e isso sim me faz acreditar que sou forte pra aguentar qualquer obstaculo que a vida insistir em colocar na minha frente.


Bem, vou concluir esse ultimo paragrafo com algumas coisas simples que aprendi nesses 4 meses longe.. Descobri que certos valores são essenciais e que coragem é deixar o medo de lado, acreditar que voce é capaz e que conseguirá sem hesitar. Sofrer é uma maneira difícil de se aprender, seja sofrer por amor ou por encarar uma realidade que não àquela que estava acostumada a viver, é aceitar o diferente e não vê-lo como obstaculo, mas como crescimento. Descobri que não preciso avisar a ninguem que 'vou mudar', isso acontece sem eu precisar lembra-los. Conheci mais a pessoa que vive dentro de mim e passei a dar o verdadeiro valor pra qualquer que seja a minha conquista. E o melhor de tudo isso, aprendi que o sentido desse intercambio não é ser apenas uma 'babá nos EUA', mas ser alguem mais forte e sensível pra encarar os detalhes e as dificuldades que sempre vão existir.


Dedico cada partícula dessa evolução à minha mãe que está sempre presente e sempre me ouvindo ao final de cada semana, e ao meu pai, que mesmo numa fase difícil, torce por mim e pelo meu sucesso.

Beijos, Luz e Força a todos e todas!
Lu =)

5 comentários:

Dani Barbosa disse...

Menina, que post foi esse?

Lu, juro, nunca tinha vindo aqui no seu blog e PARABENS vc escreve muito bem...
Traduziu em palavras da melhor for possivel aquilo que você esta vivendo e que com certeza muitas outras estão....

Vou voltar aqui muito mais vezes....

Fica em paz, sucesso, bjus Dani

Mandy Anita disse...

Oie Luciana
Parabéns pelos 4 meses!
Vc ja ta quase na metade...
Espero vivenciar de toda essa maturidade e conhecimento tbm =D
Bjão

Val disse...

Luuu...super lindo seu post!!!
Parabens pelos seus 4 meses!!!
A gnt aprende mt, neh?? E vale a pena.... =D

Bjos

Suelen disse...

Amei....lindo...bjos

Gabriela Barbosa disse...

Lindo seu post. Espero aprender tantas coisas quanto vc tem aprendido.
Bjs