Cidade Maravilhosa

" O Rio de Janeiro continua lindo... " 

          Gosto da minha essência carioca, embora ela esteja lá no fundo da minha alma devido aos muitos anos morando em São Paulo, mas não importa quantas vezes eu vá pra lá, é sempre incrível os passeios na orla de Copacabana e as feirinhas hippies, o cheiro de maresia, o pôr do sol no arpoador, os bares na Farme de Amoedo, os arcos da Lapa e os shows incríveis no circo voador.. enfim, o Rio é sempre mágico, mesmo com tanta onda de assalto e o crescimento desenfreado das favelas. Rio é a Cidade Maravilhosa aos olhos de quem visita.

A viagem de Sorocaba até o Rio durou aproximadamente 7 horas, a estrada é ótima e a vista não deixa a desejar, exceto no final da Dutra já entrando em Nova Iguaçu, por lá a paisagem é cinza e poluída, mas isso mudou assim que chegamos na Av. Infante Dom Henrique, na Glória. 


Ao chegar no Rio de Janeiro a vista do Hotel Novo Mundo, no Flamengo, foi a melhor maneira de abrir com chave de ouro a visita ao Rio. Céu limpo e a vista incrível do Pão de Açúcar com a Praia do Flamengo.




Deixamos nossas coisas no quarto e resolvemos pegar o carro para passear pelas praias de Copacabana e Ipanema, o dia estava incrível - pra variar -, me estressei um pouco com o trânsito caótico que tem na cidade, mas isso não estragou nosso primeiro dia. Depois do passeio voltamos para o hotel, descansamos e no final da tarde fomos caminhar no calçadão de Copacabana, lá paramos no quiosque " Coisa de caRIOca " e curtimos a brisa do mar e o ar meio "bossa nova" dos meus conterrâneos cariocas, fora a visão maravilhosa do hotel Copacabana Palace, que enche os olhos de qualquer um que passe por ali.


        


No dia seguinte levantamos cedo para aproveitar o café da manhã do hotel e fomos à praia, estacionamos em Copacabana e fomos andando pelo calçadão naquele sol escaldante carioca - delicioso, por sinal - e cheio de  gringos pra lá e pra cá. Tava rolando um campeonato de SUP e ficamos por lá pra assistir, mas o sol era tanto, que não aguentamos torrar por muito tempo. Depois de comprar umas pulseiras de um hippie no calçadão (eu amo artesanato) paramos em um quiosque e ficamos até renovar as energias e partir pra outro point.




Copacabana é lindo, eu sou suspeita porque sempre que vou ao Rio, me sinto na obrigação de ir até lá e pisar na areia, é o melhor ritual de renovação de energias - fica a dica.

Almoçamos no restaurante Yosuki, em Ipanema, é um restaurante rústico e bem gostoso, o rodízio custava R$70 reais por pessoa, e a comida é realmente deliciosa, vale super a pena conhecer.



Infelizmente tivemos que fazer escolhas, então não foi possível levar a Paty para conhecer todos os pontos turísticos, mas muito em breve teremos a oportunidade de voltar ao Rio - minha família inteira mora lá.

No terceiro dia, fomos passear na Lagoa Rodrigo de Freitas e almoçar em Laranjeiras, foi uma tarde mais tranquila, afinal o sol, calor e a praia cansou demais o nosso corpo nos 2 primeiros dias, então resolvemos turistar de leve. 



De noite passeamos de carro pelos arcos da lapa, passamos pelos bares boêmios da região e de lá fomos até o Mirante de Ipanema, a vista lá é muito mais bonita de dia, mas a noite não deixou a desejar. Sentamos no quiosque, pedimos uma porção e 2 bebidas e curtimos a vista incrível pra fechar a noite.

Ipanema



A visita ao Cristo Redentor foi o lugar que mais nos impressionou, quem conhece sabe que o lugar tem uma energia sensacional, quem não conhece, recomendo o lugar. Subimos de carro até a bilheteria, cada ingresso custa R$51 reais e de lá pegamos uma van que leva até o Cristo. A escadaria é enorme, mas a vista impressiona e a subida deixa de ser um martírio e se torna agradável. Entre uma escada e outra, há locais para comer e lojas para comprar lembrancinhas - que são bem caras, por sinal.





A vista é incrível, fiz um vídeo lá de cima e vou compartilhar com vocês logo abaixo. A sensação de liberdade e de paz interior é única, vale a pena conhecer o lugar.






Até breve,
Luciana.

Nenhum comentário: