Caraíva-BA: Dicas para uma viagem incrível!

Sorria, você está em Caraíva!

A vila de Caraíva vem se destacando no cenário atual do turismo brasileiro com a sua localização especial e sua natureza espetacular. O povoado está localizado em uma estreita península próxima a uma reserva indígena e o seu acesso principal é feito através de canoa (R$ 5 por pessoa) que sai de Nova Caraíva para a Vila de Caraíva, para quem vai de carro Vindo do sul pela BR 101, 30 km após a cidade de Itamaraju entre à direita no km 769, passe por dentro do povoado de Monte Pascoal e siga aproximadamente 43 km pela estrada de terra até Caraíva. Já para quem vem pelo norte pela BR 101, na cidade de Eunápolis seguirá pela BR 367 em direção a Porto Seguro, no km 51 entre à direita em direção a Trancoso. No final do asfalto, no trevo, siga 33 km pela estrada de terra até Caraíva.


Caraíva está há aproximadamente 60km de Porto Seguro e o deslocamento até a Vila de Caraíva saindo do aeroporto de Porto Seguro até a travessia de canoa dura cerca de 2h15 de carro/taxi ou até 6h de balsa/ônibus/van que possuem horários certos de chegada e partida.  

Caraíva é diferente de todos os lugares que já visitei, começando pela chegada de canoa já se percebe que a energia e a cultura local foge completamente do cáos de outros destinos. É possível andar toda a Vila a pé, mas prepare-se para andar e andar muito, pois a vila é inteira de areia fofa, sim, não há carros, ônibus, taxis ou bicicletas, somente carroça.


Para marinheiros e marinheiras de primeira viagem eu alerto: malas de viagem cheias são dispensáveis em Caraíva, você só irá usar biquini, chinelo, roupas confortáveis, repelente e protetor solar, fora os itens de higiene pessoal, o resto você nem deve colocar na mala - e caso coloque, vai lembrar desse texto aqui. Eu te avisei, heim!

A região é linda, os nativos são super receptivos e a vila possui energia elétrica há pouco mais de 10 anos, e não são em todos os lugares! As pousadas na vila possuem estrutura e os nativos já estão acostumados com essa peculiaridade, então pode acontecer de mudar o tempo, ventar muito, chover um pouco e você ficar algumas horas sem energia, mas o lugar é tão gostoso que isso não será nenhum problema, pode confiar.


Desligue-se do mundo! Se eu pudesse definir Caraíva seria: "Conexão com a natureza", se você é muito conectado com a internet, se prepare para usá-la somente nos locais que possuirem wi-fi, e mesmo assim oscila bastante. Então quando for à Caraíva, esqueça o mundo digital e se conecte somente com a sua paz interior, o silêncio, as praias, as ruas de areia fofa, a iluminação noturna das casas e pousadas e só, não há paz no mundo igual há em Caraíva, é o verdadeiro paraíso. E ah, celular também não tem sinal!

Caraíva de alguns anos para cá passou a aceitar cartões de crédito/débito em alguns lugares, mas não em todos, portanto leve dinheiro em espécie para não passar sufoco, ele é essencial. Certifique-se de levar dinheiro para os dias em que ficará por lá pois não há bancos, caixas eletrônicos ou escambo, só há algumas horas de distância.

Caraíva possui somente 1 única farmácia, próximo ao Beco da Lua (lugar incrivelmente delicioso para curtir uma boa música ao vivo, com os pés na areia e com diversas opções de comidas - Não deixe de ir!)

Por ser um local de difícil acesso, se prepare para os preços das coisas e use o cartão o máximo que puder para ter o dinheiro em espécie em caso de urgência, falta de luz, passeios, travessias de canoa, etc.

O que levar para Caraíva?

Caraíva é uma vila, deixe todos os seus vícios e manias de cidade grande para trás e vá para se conectar com a natureza, com os pensamentos e com o seu eu interior. O destino é cheio de energia e boas vibrações, você não vai querer ir embora nunca mais!

Antes de mais nada, levar malas de rodinhas é prejuízo! As ruas são de areia fofa e você vai suar bastante para puxar ela pelas ruas - exceto se optar em pegar o taxi mais famoso de Caraíva, que são as carroças guiadas por alguns nativos que já ficam a espera de turistas na chegada de canoa. Se possível, opte por uma mochila de viagem (essas de acampar).


Na mochila leve somente o essencial para alguns dias de tranquilidade, praia, sol, rio e céu estrelado, nada além disso. Deixe para trás todo tipo de jeans, jaquetas, sapatos, salto alto, roupas e mais roupas. Dica: Você vai usar biquini o dia inteiro e a maior parte do tempo vai querer ficar sem blusa porque o calor é bruto, então deixe as roupas de cidade grande para trás e foque somente nas roupas leves. Menos é mais!

Não esquecer:
- Repelente
- Protetor Solar
- Lanterna

Os 3 itens acima são essenciais, não deixe de levar e aproveite tudo o que Caraíva tem para oferecer de melhor e mais delicioso nesse planeta: Tranquilidade.

Onde ficar?

A vila possuí diversas pousadas, o critério de escolha fica por conta do viajante que busca algo mais confortável ou rústico. 


Na minha experiência por Caraíva como viajante optei por algo rústico e acessível, entre as opções encontrei a Hospedaria Pedra do Negro, administrada por uma família indígena e com chalés individuais construídos dentro de uma área de reserva indígena protegida, há 600m de distância do Coco Brasil. O local é inspirador e tranquilo, a vista privilegiada do chalé compensava as caminhadas sob o sol quente durante o dia e prestigiava com um céu estrelado durante a noite, além do som das ondas do mar e os coqueiros que dançavam com os ventos. 


Onde comer?

A rua principal de Caraíva beira o rio da entrada da vila até a praia, nesse local você encontrará diversas opções de comida - e dependendo da época do ano você poderá até se irritar com as moscas enquanto almoça, mas é normal -. Não deixe de conhecer o restaurante da DUCA e o Cantinho Gourmet (que fica ao lado da DUCA). O Coco Brasil é um quiosque de frente para a praia, possui excelente atendimento e estrutura para passar o dia, para quem gosta de açaí recomendo o que tem ao lado do Coco Brasil, é divino!  


Outra opção deliciosa são as pizzas da Pizzaria do Porto, o clima embalado por música ao vivo e forno de lenha trazem um clima totalmente diferenciado durante a noite.

O que fazer durante o dia?

Reserve um dia da sua viagem para curtir a praia de Corumbau no município de Prado, o acesso é feito através de buggy em um percurso de 12km atravessando toda a aldeia indígena Pataxó, a travessia para o município é feita de canoa (R$ 5 por pessoa) até a ponta de Corumbau. Depois da travessia de canoa é feita uma caminhada de aproximadamente 20min pela praia de mar aberto até chegar na praia pacata, de água azul esverdeada e com um visual estonteante, que comporta quiosques com esteiras e tendas para descanso (desde que você consuma algo).


Outras atrações próximas é a Praia do Satu e a Praia do Espelho, na Vila de Caraíva você verá locais que fazem este passeio de buggy ou lancha para que possam negociar, para os que possuem disposição é possível chegar até ambas caminhando pelas areias da praia de Caraíva, no entanto prepare-se para caminhar em torno de 3h em areia fofa.

O que fazer a noite?

A Vila de Caraíva é famosa pelo forró pé de chinelo, alguns turistas se arriscam nos passos e se apaixonam ainda mais por Caraíva depois de entrar no clima caiçara, os mais famosos são o Forró do Pelé e o Forró do Ouriço. Além do forró, há o Beco da Lua que citei no começo desse post, trata-se literalmente de um beco (uma rua estreita) que possui mesas e banquinhos feitos de madeira, com clima rústico e praiano, onde há diversas opções de comida e sempre rola uma banda ou som ambiente típico do lugar. Prepare-se para se apaixonar perdidamente por Caraíva depois de conhecer o clima aconchegante do Beco da Lua.


Existe uma bebida regional que se chama Netuno, é conhecida na Bahia mas não é tão fácil de achar/comprar, quem vai para Caraíva se arrisca a experimentar e conhecer essa bebida que tem como base alcoólica a cachaça e recebe influência de outros ingredientes como caju e gengibre, tem um sabor forte e marcante, não saia de Caraíva sem provar, ok?

Como eu falei, não há iluminação nas ruas e isso cria um clima totalmente particular, é uma atmosfera diferenciada e rústica, mas muito, muito aconchegante, não tem como não gostar.

O que não fazer em Caraíva?

Caraíva é um patrimônio intocável, os nativos que vivem do turismo local trabalham muito para manter intocável as belezas do lugar há muitos anos, bem antes de cair nas graças do turistas, então lembre-se sempre de recolher o seu lixo, não jogar bitucas de cigarro ou qualquer outra coisa no chão. A natureza viva agradece a nossa cooperação e não preciso dizer que bom senso e educação é o mínimo em qualquer lugar, né? Os nativos são extremamente receptivos e vai ser fácil encontrar por lá pessoas do Brasil e Mundo inteiro que trocaram suas vidas urbanas pela paz e tranquilidade ímpar de Caraíva. 

Se tiver a oportunidade, converse com as pessoas que trabalham no Beco da Lua, a maioria ou quase todas largaram a vida corrida e massante da cidade grande para morar em Caraíva, as histórias são inspiradoras e irão te fazer refletir a vida que leva atualmente. 

Por fim, contemple Caraíva com outros olhos e aproveite cada segundo em que estiver lá, certamente você vai sofrer de ir embora, seu coração sempre será um pouco "Caraívense" e as suas lembranças desses lugar extraordinário ficará para sempre na sua memória.

Viva Caraíva!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

@lucarvallho