Ser essência

Nada mais intenso e verdadeiro do que ouvir a voz do 
nosso próprio silêncio vez ou outra.


A paz bate na porta e lá está ela, bela sob a luz do sol e banhando-se de si. Alma que precisa de luz dentro do seu próprio universo, ventos sopram ao sudoeste lavando a alma jovem de uma aprendiz da vida, corpo nú em seu infinito particular, silêncio que grita.

Corpo de luz, alma intensa e matéria que sofre com as marcas do tempo simbolizando suas maiores histórias. Menina-Luz, pés com asas e sonhos que se sonha só ora ou outra.

É no silêncio que se faz inteira; corpo e mente são. Introspectiva, misteriosa, desprendida e livre, alma de bicho grilo, pele bronzeada e sardas de sol que completam o céu estrelado de seus ombros, olhos de mel que transbordam essência, corpo livre e coração raiz. Tem memória curta para os dias ruins e respira silenciosamente suas angústias. Espírito em expansão, sentimentos que transbordam sua essência, menina da terra, mulher de aventuras.




Tem como sobrenome a liberdade de ser o que quiser, lua cheia em noites estreladas, amante do silêncio, dos incensos e budas. Sensibilidade a flor da pele, desapego que parece indiferença, silêncio que parece frieza, metamorfose ambulante. É terra e água, conta estrelas, esquece nomes, não tem senso de direção, vive em um mundo paralelo e não se dá bem com pessoas materialistas. Esponja de energias, sensitiva e sintonizada com a intuição. Desconfiada, insegura e ciumenta. Coração mole, apaixonada e inteira. Acredita que amor é sintonia, encontro de almas e momentos. Amor acontece e floresce em dias nublados também, ela chama isso de presente da vida. 

Alma nú, corpo presente. Leva as marcas e momentos da vida como tatuagens na pele. Gosta de eternizar pessoas, ouvir histórias e ser parte do filme que ela mesmo cria com finais felizes. Acredita que amor é o alimento que nutre a sua alma e preenche sua existência, cria atalhos mentais para apagar dores e ausências, usa o arco íris como aquarela para colorir o horizonte de sua imaginação.



Ela é Ser Essência em sua mais profunda intimidade. É menina-mulher, girassol, brisa leve e leva em seu rosto uma constelação formada por sardas que mais se parecem estrelas. Ela é Luz. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

@lucarvallho